Sábado, 6 de Junho de 2009

Ela,

Texto que escrevi no teste de português, e como devem calcular tive pouco tempo para o fazer, por isso não está assim tão completo, mas...enjoy it... (não é baseado na minha vida)


Ela
Quando eu era pequena Ela ainda estava comigo. Lembro-me muito bem de todos os momentos vividos com ela; de todas as palavras que ela me dizia, de todos os seus gestos.
Ela tinha os cabelos loiros como o ouro, os seus olhos eram azuis tal como o céu e transmitiam uma paz e inocência enorme, tão grande que se nos concentrássemos apenas nos seus olhos diríamos que a sua vida tinha sido fácil, mas não. Ela tinha lutado imenso para conseguir o que queria, aquilo que realmente a fascinava: o mundo da dança. Apenas descobri isto poucas semanas antes da sua morte, quando fui ao sótão buscar uma velha caixa rosa. Já nem me lembro muito bem para que a queria, talvez pela sua magia, pelo seu brilho… mesmo estando coberta de pó. Pequei na caixa, nesta altura tinha eu seis anos, trouxe-a para baixo, levei-a para o meu pequeno quarto, fantasticamente decorado por Ela; cheio de cor-de-rosa tal como a caixa. Decidi abrir a caixa, pois queria guardar lá dentro as minhas bonecas; mas quando a abri, uma pequena bailarina começou a dançar ao som de uma música já antiga, mas que eu me lembrava de a ter ouvido nalgum lado. Espreitei para dentro da caixa e vi fotografias a preto e branco de uma rapariga muito jovial e maravilhosamente bonita a dançar ballet. Ao principio nem reparei que era Ela, pois ela nunca me tinha contado que já tinha dançado Ballet, apenas que tinha ido para Paris em busca do seu maior sonho. Quando me apercebi que era Ela, naquelas poses de bailarina corri para ela, na intenção de lhe mostrar as fotografias:
                - Avó, Avó! Olha o que encontrei!
                - O que foi? – disse ela surpreendida
                - Olha – disse-lhe eu, mostrando as fotografias.
Assim que as viu Ela começou a chorar, de uma alegria enorme. A sua cara parecia de novo aquele semblante jovial.
Nesse dia ela contou-me as suas experiências como bailarina e ensinou-me também a dançar ballet. Foi o melhor dia de toda a minha vida.
Passadas poucas semanas, num dia calmo e solarengo, Ela teve um ataque cardíaco e morreu. Lembro-me da minha enorme dor nesse dia, ainda hoje me invade de uma tal maneira que não consigo conter as lágrimas.
As suas últimas palavras foram: “Só pode voar quem arriscar cair. Arrisca-te sempre a cair para voares em busca do que tu mais amas. Eu estarei sempre aqui, disposta a cair a teu lado”
publicado por anna. às 10:01
link do post | comentar | favorito
53 comentários:
De JAMP a 6 de Junho de 2009 às 10:28
adoro o texto tem tamto semtimento e isso notase mesmo que não seija sobre a tua vida ta muito bom mesmo adoro mesmo o teu blog é dos melhores que conheso bj
De Fii a 6 de Junho de 2009 às 11:49
Só te digo uma coisa: Não chorei por um bocadinho. Amei tanto o texto. Está lindo, lindo, lindo.
Não tenho mais palavras. =')
De Sofia a 6 de Junho de 2009 às 11:51
texto tããão lindo *.*
Visita e comenta o meu :D
De Fii a 6 de Junho de 2009 às 12:16
Eu ainda gosto mais de ti, Ana. <3
:D

*Fadaaaa* ^^
De Cátia a 6 de Junho de 2009 às 13:43
O texto está muito lindo.
A forma como tu te referes a "ela"...
Gostei :D

beijinho*
De Joαηα a 6 de Junho de 2009 às 15:15
Está tão lindo, especialmente a última parte.
“Só pode voar quem arriscar cair. Arrisca-te sempre a cair para voares em busca do que tu mais amas. Eu estarei sempre aqui, disposta a cair a teu lado”
De Dreamer a 6 de Junho de 2009 às 15:34
Está lindo :)
De Caaaathyyy. a 6 de Junho de 2009 às 17:58
aww, tão lindo *-*
De spark a 6 de Junho de 2009 às 20:37
Eu também comprei o de 4 GB, mas não comprei as capas x) olha, aconselho-te a comprares daquelas capinhas para meter o telemovel, porque o meu ecran já está todo riscado --' x)
De RYAN CKD a 7 de Junho de 2009 às 18:15
O texto está lindo , mesmo *.*

Comentar post