Sexta-feira, 9 de Abril de 2010

no final tudo valerá a pena.

a cama vazia. o coração desfeito. a água a correr. tu a chorares e ele a sofrer. sabes porque ele sofre ? porque tu o deixaste com medo de não seres suficiente para ele, com medo que ele te troque. e acabaste por cometer o maior erro da tua vida, e só choras porque ainda estás perdida, ainda nem sequer te apercebeste do teu erro. Acorda, por favor! o mundo é demasiado fogaz, a vida é demasiado rápida, e o amor escasso. Porque desperdiçaste a oportunidade da tua vida? Tens medo? Quem não tem? Mas caramba, matares assim o amor, é como matar uma criança no seu auge de felicidade; é como matares uma criança que corre feliz por um campo de borboletas e de papoilas. Porque no fundo o amor é como uma criança. Ao menos diz-me que sentiste como o amor torna tudo belo e maravilhoso e como enchia o teu coração? Se não o fizeste, perdeste tudo o que tinhas até agora. Nem sequer esse momento conseguiste aproveitar ? Desperdiçaste completamente o amor. E ele ama-te tanto. E tu com esses teus medos idiotas, vives com o coração fechado. E desperdiçar o amor, devia ser crime! olha bem para mim, ele vive longe de mim. a pessoa que mais amo vive longe de mim. a saudade não nos mata, mas por vezes devora-nos. porra! não entendes nada, pois não ? Se ele não achasse que tu eras o melhor para ele, o mundo inteiro para ele achas que agora estaria a sofrer tanto, a chorar sem párar, a não sentir nem um único músculo?  Ele até te poderia trocar, admito (apesar de a ideia parecer a mais idiota de sempre) mas mesmo depois disso tudo, não achas que teria valido a pena? Nem que mais não fosse pelos piqueniques e pelo cinema- Nem que mais não fosse por teres alguém a teu lado a dizer-te que és linda. Nem que mais não fosse por teres aprendido a abrir o coração. Não deixes que isto te fuja, como eu fujo dos cães. Não deixes, por favor ! Volta lá a casa dele. Bate à porta, ou usa as chaves que estão debaixo do tapete da entrada dele. Leva-lhe uma flor acabada de apanhar na rua, e um bilhete escrito com o que tu sentes por ele. E se não quiseres escrever Amo-te, escreve Gosto muito de ti, desculpa por tudo. E depois beija-o e diz-lhe a verdade: que isto tudo foi porque tu tiveste medo de o perder, tiveste medo de não ser capaz de abrir o coração e não ser boa o suficiente para ele. Vais ver o que ele te vai dizer. Sim, eu sei exactamente as palavras que ele vai usar, as pausas e as lágrimas que lhe vão cair; mas desculpa! Não te posso contar nada disso. Vai, acredita em mim. Vai, e não penses em mais nada. Deixa de novo a criança correr pelos campos cheios de papoilas e borboletas, vais ver que te vai saber bem. Vais sentir-te tal e qual como no dia em que aquela borboleta amarela te foi parar aos dedos. Vais sentir um arrepio, e depois um sorriso e depois uma lágrima de tanta felicidade. Mas acredita que esta borboleta, esta borboleta que o amor pode ser não te vai escapar dos dedos, vai manter-se sempre perto de ti. Agora, antes de ires ter com ele promete-me que  nunca mais mais mandas o amor embora. Medos há muitos, mas amor verdadeiro há só um. Até encontrares o verdadeiro-verdadeiro podes ter que passar por muita dor, por muitas lágrimas. Mas no final tudo valerá a pena. Eu prometo-te.

publicado por anna. às 12:51
link do post | comentar | favorito
|
26 comentários:
De trustnoone a 9 de Abril de 2010 às 13:17
que texto lindo lindo lindo *.*
De p. a 9 de Abril de 2010 às 13:52
Também costumo dizer que no fim tudo vale(u) a pena!
Adoro o teu blog :)
De Isabela a 9 de Abril de 2010 às 14:52
Uau, escreves mesmo bem. Parabéns. Um beijinho, bom fim de semana :)
De Phoebe a 9 de Abril de 2010 às 15:08
Olá Anna
Bem, eu queria saber se ainda queres continuar no T&L...? É que nunca mais postaste...

kisses.
De Mudei-me. Tchauzinho. a 9 de Abril de 2010 às 15:14
Eu fiquei sem palavras, mesmo.
Texto primoroso! Amei-o, Ana!

Beijinhos.
De WhySoSirius a 9 de Abril de 2010 às 15:49

"Medos há muitos, mas amor verdadeiro há só um. Até encontrares o verdadeiro-verdadeiro podes ter que passar por muita dor, por muitas lágrimas. Mas no final, tudo valerá a pena. Eu prometo-te."E eu continuo a abanar a cabeça de boca aberta para o pc.
Essa pessoa devia seguir todos os teus conselhos. Tens toda a razão.
 
Beijinho
De C - a 9 de Abril de 2010 às 22:08

está lindo, lindo, lindo, anna. caramba, estas tuas coisinhas enchem-me a alma e o coração.
beijinhos. @
De Risquinhas* J a 10 de Abril de 2010 às 05:00
Amei o teu blog, já tinha passado po cá mas hoje decidi dizer que adorei o teu texto e gosto da simplicidade que transmites, a mim tras'me uma grande paz, gostei mesmo.
Beijinho
De Marie C. a 10 de Abril de 2010 às 10:06
*.* Tu escreves e escreves. E eu delicio-me!
De Inês a 10 de Abril de 2010 às 11:54
como eu amei este texto +.+ está tão lindo... wow, tens um geito especial para escrever, está perfeito, e sem exagero da minha parte, adorei, conseguiste-me deixar assim com uma lágrima ao cantinho do olho, sou chorona, yhaa sou , mas não choro por mto, mas este texto está lindo, as palavras, o sentido das frases, lindo mesmo ... vai já para os favoritos +.+ porque foi um dos melhores textos que a inês leu até hoje, assério ?! siim é verdade ...
« Medos há muitos, mas amor verdadeiro há só um. Até encontrares o verdadeiro-verdadeiro podes ter que passar por muita dor, por muitas lágrimas. Mas no final tudo valerá a pena. » que verdadeiro, eu acredito nisso, e sabes ?! acho que já encontrei o meu, acho mesmo, sinto que siim :'/
~beijinhos

Comentar post