Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

Minha Inês Maria $:

 

                                                                                                                           ANNA.Quando o telemóvel anunciou uma nova mensagem recebida, o meu corpo vacilou. Nem sei que sentimento foi aquele. Ganhei coragem e deixei o meu dedo deslizar sobre as teclas. «Estou tão mal, Nês, nem fazes ideia.» Paralisei. Eu sabia que a mensagem era tua mas não conhecia o seu conteúdo. Não sabia que estavas mal. Na verdade, isso para mim é impensável. Eu quero que estejas bem, contente, a sorrir, quero que estejas feliz. Saber que tal não acontece, deixa-me triste, de rastos. Li a tua mensagem, novamente. Nem queria acreditar. Respondi e fiquei à espera. Aos pulinhos na cadeira, nervosa, ansiosa, mas acima de tudo, preocupada. Fiquei à espera duma mensagem inexistente, uma mensagem que não chegou.Os segundos, os minutos foram passando e a necessidade de falar contigo era cada vez maior. Precisava de te ouvir, de falar contigo, de saber como é que estavas. Durante o jantar não parei de pensar em ti e no que estarias a pensar e a sentir naquele momento. Não comi nada de jeito, fiquei completamente sem fome. Depois, ajudei a minha mãe a arrumar a tralha e fui até ao quarto. Pc, internet, msn, anna. Tu estavas lá. Finalmente ia falar contigo. Queria tanto ouvir o que tinhas para dizer, saber o que tinha acontecido, saber tudo o que te ia na alma e no coração. Contaste-me e eu nem quis acreditar. Confesso que fiquei super triste e uma lágrima resolveu dar sinais de vida. Tiveste medo que eu te julgasse mas não. Não julguei nem nunca julgarei. Já devias saber isso. Eu percebo-te. Às vezes, temos tanto medo que algo aconteça, de que algo acabe, que acabamos por ceder à chantagem e fazer coisas que não queríamos. Isso é normal. Acontece a toda a gente. Lamento tudo o que de mau te aconteceu. Não mereces. Acredita que não mereces. Mas, meu Anjo, eu sou tua amiga. Faço de tudo para te ajudar, para ver um sorriso nessa carinha linda. Eu estou aqui, sempre, para ti. Venha quem vier, faça chuva ou faça sol, faça trovoada ou nevoeiro, esteja vento ou não.Por isso, nunca tenhas medo ou vergonha de dizer seja o que for. Nunca deixes de dizer nada, nunca guardes nada que te esteja a perturbar. Partilha comigo. Sabes que podes fazê-lo. Nós somos amigas, eu respeito-te e seria incapaz de te julgar fosse pelo que fosse. És das melhores pessoas que habita neste planeta. Não chores, amor, não chores. Ninguém merece as tuas lágrimas. Elas são puras de mais. Escrevi-te este texto na noite em que tudo se desmoronou. Eu sei que agora já não faz sentido. Sei que agora já está tudo bem e que estás feliz. Ainda bem, meu Anjo. Não imaginas mesmo o quanto eu fico contente por saber que tu estás feliz. Mas, ainda assim, quis mostrar-te este texto. Quis que soubesses que tudo o que eu senti naquela noite, naquele momento. Quero que saibas que uma das coisas que mais quero neste mundo é que tu sejas feliz. Tu mereces, fofinha.Conhecemo-nos apenas há quatro meses mas parece que sempre fomos amigas. Não sei explicar porquê mas é o que eu sinto. Eu confio em ti, sei que posso confiar. Estiveste sempre aí quando eu precisei e sei que vais estar, sempre. Sei que contigo posso contar, posso confiar, posso desabafar, posso ser eu mesma. Sei que a ti, te posso chamar amiga, com todos os significados que essa palavra tem.Obrigada por tudo, minha Ana Isabel, meu anjo da guarda.                                                                                                             Inês Maria, «3Oh meu Anjo-da-Guarda, não tens de agradecer por nada. Tudo o que eu faço é para te ver feliz, a sorrir. Porque neste mundo não há nada melhor do que estarmos ambas felizes. E acredita que quando tu estás contente eu também estou, por mais embaixo que esteja, o meu coração enche-se de sol, a minha boca fica com um sorriso só por saber que estás bem, e feliz. Mas quando estás triste, e eu feliz, acredita que o que eu só quero é dividir essa felicidade que tenho contigo. Nem me importo de ta dar toda. Sim, porque a minha felicidade é a tua felicidade. A tua tristeza é a minha tristeza. E se as partilharmos, já reparaste que tudo corre bem melhor? Que todos os dias são de sol, todas as tardes de magia e todas as noites bem dormidas. Com sonhos lindos, de encantar. E é isso que eu quero que sempre aconteça, que sempre dividamos os nossos medos, os nossos sonhos, a nossa tristeza e felicidade. Até as nossas lágrimas e sorrisos. Quero que continues sempre a confiar em mim, pois eu estarei aqui até ao fim só para te apoiar e ver sorrir. Por ti meu Anjo eu faço tudo. E como já  te disse, quando eu estou mesmo muito em baixo, só tu me consegues pôr um sorriso, aliás és a primeira pessoa a fazer-me sorrir e ver o lado positivo da vida. Só tu me compreendes. Só tu consegues ver os meus sonhos, os meus medos. Só tu percebes as minhas palavras por inteiro. E é como nós dizemos: parece que nos conhecemos desde sempre.Poderia eu viver sem ti Meu Amor? Poder podia, mas não era a mesma coisa. Tu consegues sempre dar-me apoio, e pôr-me a sorrir. E sem ti, eu não era quem sou agora. Não tinha tomado certas atitudes. Mais lágrimas de dor tinham caído. A teu lado, minha Inês, tudo é mais belo, mais azul e amarelo, mais rosa. Enfim a teu lado tudo é bem melhor e bem mais colorido.                                                                                    Amo-te @
                                                                                                                           ANNA.
Quando o telemóvel anunciou uma nova mensagem recebida, o meu corpo vacilou. Nem sei que sentimento foi aquele. Ganhei coragem e deixei o meu dedo deslizar sobre as teclas. «Estou tão mal, Nês, nem fazes ideia.» Paralisei. Eu sabia que a mensagem era tua mas não conhecia o seu conteúdo. Não sabia que estavas mal. Na verdade, isso para mim é impensável. Eu quero que estejas bem, contente, a sorrir, quero que estejas feliz. Saber que tal não acontece, deixa-me triste, de rastos. Li a tua mensagem, novamente. Nem queria acreditar. Respondi e fiquei à espera. Aos pulinhos na cadeira, nervosa, ansiosa, mas acima de tudo, preocupada. Fiquei à espera duma mensagem inexistente, uma mensagem que não chegou.
Os segundos, os minutos foram passando e a necessidade de falar contigo era cada vez maior. Precisava de te ouvir, de falar contigo, de saber como é que estavas. Durante o jantar não parei de pensar em ti e no que estarias a pensar e a sentir naquele momento. Não comi nada de jeito, fiquei completamente sem fome. Depois, ajudei a minha mãe a arrumar a tralha e fui até ao quarto. Pc, internet, msn, anna. Tu estavas lá. Finalmente ia falar contigo. Queria tanto ouvir o que tinhas para dizer, saber o que tinha acontecido, saber tudo o que te ia na alma e no coração. Contaste-me e eu nem quis acreditar. Confesso que fiquei super triste e uma lágrima resolveu dar sinais de vida. Tiveste medo que eu te julgasse mas não. Não julguei nem nunca julgarei. Já devias saber isso. Eu percebo-te. Às vezes, temos tanto medo que algo aconteça, de que algo acabe, que acabamos por ceder à chantagem e fazer coisas que não queríamos. Isso é normal. Acontece a toda a gente. Lamento tudo o que de mau te aconteceu. Não mereces. Acredita que não mereces. Mas, meu Anjo, eu sou tua amiga. Faço de tudo para te ajudar, para ver um sorriso nessa carinha linda. Eu estou aqui, sempre, para ti. Venha quem vier, faça chuva ou faça sol, faça trovoada ou nevoeiro, esteja vento ou não.
Por isso, nunca tenhas medo ou vergonha de dizer seja o que for. Nunca deixes de dizer nada, nunca guardes nada que te esteja a perturbar. Partilha comigo. Sabes que podes fazê-lo. Nós somos amigas, eu respeito-te e seria incapaz de te julgar fosse pelo que fosse. És das melhores pessoas que habita neste planeta. Não chores, amor, não chores. Ninguém merece as tuas lágrimas. Elas são puras de mais.
 
Escrevi-te este texto na noite em que tudo se desmoronou. Eu sei que agora já não faz sentido. Sei que agora já está tudo bem e que estás feliz. Ainda bem, meu Anjo. Não imaginas mesmo o quanto eu fico contente por saber que tu estás feliz. Mas, ainda assim, quis mostrar-te este texto. Quis que soubesses que tudo o que eu senti naquela noite, naquele momento. Quero que saibas que uma das coisas que mais quero neste mundo é que tu sejas feliz. Tu mereces, fofinha.
Conhecemo-nos apenas há quatro meses mas parece que sempre fomos amigas. Não sei explicar porquê mas é o que eu sinto. Eu confio em ti, sei que posso confiar. Estiveste sempre aí quando eu precisei e sei que vais estar, sempre. Sei que contigo posso contar, posso confiar, posso desabafar, posso ser eu mesma. Sei que a ti, te posso chamar amiga, com todos os significados que essa palavra tem.
Obrigada por tudo, minha Ana Isabel, meu anjo da guarda.
 
                                                                                                             Inês Maria, «3
Oh meu Anjo-da-Guarda, não tens de agradecer por nada. Tudo o que eu faço é para te ver feliz, a sorrir. Porque neste mundo não há nada melhor do que estarmos ambas felizes. E acredita que quando tu estás contente eu também estou, por mais embaixo que esteja, o meu coração enche-se de sol, a minha boca fica com um sorriso só por saber que estás bem, e feliz. Mas quando estás triste, e eu feliz, acredita que o que eu só quero é dividir essa felicidade que tenho contigo. Nem me importo de ta dar toda. Sim, porque a minha felicidade é a tua felicidade. A tua tristeza é a minha tristeza. E se as partilharmos, já reparaste que tudo corre bem melhor? Que todos os dias são de sol, todas as tardes de magia e todas as noites bem dormidas. Com sonhos lindos, de encantar. E é isso que eu quero que sempre aconteça, que sempre dividamos os nossos medos, os nossos sonhos, a nossa tristeza e felicidade. Até as nossas lágrimas e sorrisos. Quero que continues sempre a confiar em mim, pois eu estarei aqui até ao fim só para te apoiar e ver sorrir. Por ti meu Anjo eu faço tudo. E como já  te disse, quando eu estou mesmo muito em baixo, só tu me consegues pôr um sorriso, aliás és a primeira pessoa a fazer-me sorrir e ver o lado positivo da vida. Só tu me compreendes. Só tu consegues ver os meus sonhos, os meus medos. Só tu percebes as minhas palavras por inteiro. E é como nós dizemos: parece que nos conhecemos desde sempre.
Poderia eu viver sem ti Meu Amor? Poder podia, mas não era a mesma coisa. Tu consegues sempre dar-me apoio, e pôr-me a sorrir. E sem ti, eu não era quem sou agora. Não tinha tomado certas atitudes. Mais lágrimas de dor tinham caído. A teu lado, minha Inês, tudo é mais belo, mais azul e amarelo, mais rosa. Enfim a teu lado tudo é bem melhor e bem mais colorido.
                                                                                    Amo-te @
publicado por anna. às 09:54
link do post | comentar | favorito
|
34 comentários:
De inês. a 5 de Novembro de 2009 às 18:00
Amor, não sei que mais te hei-de dizer $:
Acho que já disse tudo naquele texto. Tu cada vez és mais importante pra mim *-* E obrigada. Obrigada por tudo. Por me ouvires , por me aconselhares , por me ajudares , por estares sempre cá . Adorei o texto que escreveste pra mim. Adorei, adorei, adorei *-* (: <3
De j @ a 5 de Novembro de 2009 às 19:37
sim, é o "badboy", mas eu não devia gostar dele, e todos me dizem isso, excepto uma pessoa, acho que é a única que ainda acredita que ele gosta de mim, e que nós ainda podemos vir a ter alguma coisa especial :$ até a minha melhor amiga me diz para o esquecer, que ele não merece que eu pense nele e isso, mas é difícil esquecer alguém, e ainda por cima eu acho que não quero esquecê - lo.
quanto ao post, adorei adorei adorei, está tão bonito e é um gesto tão querido da tua parte e da dela também *-* e ainda bem que já está tudo bem (:
beijinhos querida.
De j @ a 5 de Novembro de 2009 às 19:58
ainda bem que estás feliz, querida.
gosto de ter ver assim *-*
De mary. a 5 de Novembro de 2009 às 20:28
 oh anna *-*
este texto está tão fofinho, demostra tanto sentimento, tanta amizade :)
é mesmo bom termos amigos assim, não é?
beijinhos @
De Raffy. a 6 de Novembro de 2009 às 12:42
É tão bom ter amizades assim (:
De sandra mota a 6 de Novembro de 2009 às 17:27

que LINDO texto(s) *-*
beijinhos , www.sandramota.blogs.sapo.pt
De Flɑɑ a 6 de Novembro de 2009 às 18:49
obrigada. *.*
já te aceitei querida. :D
QUE TEXTO MAGNÍFICO! *.*
Beijinhos.
De Raffy. a 6 de Novembro de 2009 às 19:46
Não está nada de especial, foi um bocado feito a pressa :$

Mas continuo a dizer que adoro o teu *.*
De jujuu ♥ a 6 de Novembro de 2009 às 20:30
amizade linda linda *.*
e vocês as duas são umas queridonas *---------------*
De Raffy. a 6 de Novembro de 2009 às 21:40
De nada, verdades são para ser ditas.
Mas a sério, e um dos blogs mais bonitos que já vi (:

Comentar post