Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009

Amar.

"Depois de algum tempo aprendes a diferença, a súbtil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E aprendes que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começas a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas... e aceitas que apesar da bondade que reside numa pessoa, ela poderá ferir-te de vez em quando e precisas perdoá-la por isso. Aprendes que falar pode aliviar dores emocionais. Descobres que se leva anos para se construir a confiança e apenas segundos para destruí-la, e que poderás fazer coisas das quais te arrependerás para o resto da vida. Aprendes que verdadeiras amizade continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que tens na vida mas quem tens na vida... Descobres que as pessoas com quem tu mais te importas são tiradas da tua vida muito depressa, por isso devemos despedir-nos das pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a ultima vez que as vejamos... Descobres que só porque alguém não te ama da forma que desejas, não significa que esse alguém não te ama com tudo o que tem, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso."
 
william shakespeare

 

publicado por anna. às 22:03
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Sofia a 29 de Outubro de 2009 às 22:58
Passamos toda a nossa vida a aprender, independentemente da idade ou da vivência, e embora por vezes acharmos que já aprendemos o suficiente, não é verdade, todos os dias nos é dada mais uma lição. :)
Um trecho bem escolhido. Adorei. x)
Beijinho*
De inês. a 30 de Outubro de 2009 às 17:31
L-I-N-D-O *-*
De aquela a 30 de Outubro de 2009 às 18:23
Perfeita passagem! Linda. *.*
Beijinho
De Raffy. a 30 de Outubro de 2009 às 19:38
O texto está mesmo bonito, adorei mesmo.
Como também gostei do textozinho que tens ali ao lado da Margarida Rebelo Pinto.

Desculpa a invasão (:
De Cátia a 30 de Outubro de 2009 às 21:12
Este texto é lindo! +.+

Não sei porquê, mas diz-me tanto...

Comentar post